DANÇA DO LEÃO

Escrita com os caracteres tradicionais舞獅e conhecida pelos chineses como “Wu Shi”, a dança do leão representa uma expressiva tradição cultural que existe desde as dinastias da China antiga. Essa atividade agrega alguns aspectos marciais, musicais e folclóricos que a tornam bastante especial, a ponto de sua existência manter-se firme e forte pelo povo chinês, há séculos. Em um ritual – o qual misturam movimentos de Kung Fu e de dança, acompanhados pelos sons de diferentes instrumentos de percussão – os membros participantes dessa atividade encantam multidões pela beleza e pela harmonia de suas coreografias, juntamente com os percussionistas e demais integrantes da equipe. O leão é composto de duas pessoas que usam um traje específico, cheio de adornos, colorido e cuja aparência é semelhante a um bicho quadrúpede (que não é, necessariamente, semelhante à imagem do leão que conhecemos). Na China, essa dança, tradicionalmente é usada nas celebrações do Ano Novo Chinês, em festivais culturais e também em festivais/cultos religiosos e, normalmente, as equipes de dança do leão são formadas pelos membros das Escolas de artes marciais chinesas.

A origem da dança do leão possui referências de uma versão contada por lendas e mitos na cultura chinesa e também possui referências de uma versão mais verídica dos fatos, com registros históricos – gravuras, pinturas ou descrições documentais – comprovando a sua existência. Para a versão fictícia, é dito que, na China antiga, os vilarejos chineses temiam uma imensa criatura mitológica chamada “Nian” (pronúncia do caractere tradicional chinês “年”que significa “ano”) que surgia durante a passagem do ano novo chinês, para devorar os habitantes dos vilarejos. Como os chineses descobriram que a criatura se assustava com barulhos, eles criaram uma cerimônia anual que era conduzida por pessoas que tocavam tambores, pratos, queimavam fogos de artifícios (extremamente barulhentos, coloridos e luminosos) nas ruas e, juntamente a elas, havia uma estranha criatura que as acompanhava na rua, dançando e realizando movimentos ameaçadores ao som intenso da música. A partir daí, com as tentativas anuais de expulsar o Nian das vilas chinesas, teria surgido a dança do leão na China.

Para a versão mais real da origem da dança do leão, conta-se o seguinte: os chineses costumavam celebrar, desde a primeira dinastia Han (漢朝 – 206 a.C. até 220 d.C.), os seus festivais locais, vestidos de animais ou de feras mitológicas – e posteriormente, isso seria um dos motivos para utilizarem a figura do leão nesse tipo de dança, tão cheia de simbologias e misticismo. Vale salientar que o leão não é um animal tipicamente natural da fauna chinesa, e acredita-se que esse bicho foi trazido a esse país pela Ásia Central, provavelmente oriundo da Pérsia ou Índia. Portanto, usar a imagem de um bicho exótico para as celebrações dos seus tradicionais rituais e cerimônias, somado à música, às coreografias marciais de dança, à alegria do povo, ao desejo de prosperidade e de boas novas a todos, tornou essa atividade bastante atrativa pelos chineses. E embora, haja historicamente registros detalhados – provenientes da dinastia Tang (唐朝 – 618 d.C. até 907 d.C.) – sobre essa dança, é possível encontrar menções sobre a mesma em obras da literatura chinesa de períodos anteriores à referida dinastia. Por fim, durante muito tempo, os chineses consideravam a dança do leão como uma divertida atividade chinesa com influências estrangeiras, no entanto, essa dança – com o passar do tempo – tornou-se uma grande expressão cultural do povo chinês.

Os leões se dividem em duas categorias: os leões do Norte e os leões do Sul. Para essas duas categorias de leões existem características bem peculiares que os distinguem uns dos outros facilmente. Abaixo estão listadas as principais características deles:

1) Para os leões do Norte:
● os leões (compostos por duas pessoas) possuem uma aparência que lembra um cão pequinês;
● os leões geralmente são apresentados em casais (macho e fêmea) durante a cerimônia, mas em alguns casos, podem aparecem também os “filhotes”, apresentados por crianças vestidas de leões;
● as fêmeas costumam ter pêlos amarelos e uma crina verde no seu dorso, enquanto que os machos são amarelos com uma crina vermelha ou alaranjada no seu dorso;
● os leões podem realizar acrobacias durante a cerimônia e/ou brincar (interagir) com os expectadores;
● os leões sobem em plataformas, às vezes se equilibram e/ou se balançam em enormes bolas;
● um guerreiro, segurando uma esfera, interage e conduz os leões durante as coreografias da dança.

2) Para os leões do Sul:
● surgiram em Guangdong (Cantão);
● possuem um pequeno chifre no centro da cabeça e sua aparência lembra um pouco a criatura mitológica Nian (oriunda da versão fictícia que trata sobre a origem da dança do leão);
● na cabeça dos leões do Sul, além de possuir olhos imensos, na sua boca há também lábios protuberantes e bastante peludos. Enquanto que o seu corpo além de ser todo colorido possui também diversos adornos compondo-o;
● os leões do Sul podem ser pretos, vermelhos, azuis, amarelos, verdes ou brancos;
● há dois tipos de leões do Sul: os leões de Foshan e os leões de Heshan;
● os movimentos das coreografias do Sul possuem bases (posturas) baixas e movimentos fortes;
● é comum ter uma pessoa vestida de buda, acompanhando e interagindo com os leões durante a cerimônia.

No Instituto Han de Cultura Chinesa (IHCC), qualquer aluno interessado em conhecer sobre a dança do leão poderá participar dos nossos cursos ou workshops realizados por palestrantes ou especialistas no assunto – quer sejam de Brasília, quer sejam de fora de Brasília – que eventualmente podem ser solicitados pela Escola. Para que isso aconteça, será necessário que os alunos interessados, além de pagar pelos cursos, estejam também matriculados e ativos no IHCC. Além disso, será importante que os mesmos possam participar regularmente dos treinamentos e dos ensaios coletivos com o intuito de colocar em prática o conhecimento adquirido nos cursos. Quaisquer pessoas – que não sejam alunos do IHCC – interessadas em conhecer e praticar a dança do leão conosco, também poderão participar, desde que os requisitos necessários sejam atendidos. Para saber sobre os requisitos ou para obter mais informações sobre os cursos ou workshops de dança do leão, basta escrever para o nosso e-mail institutohan@gmail.com ou ligar para o telefone (61)98256-5487.