GRÃO-MESTRE BENNY MENG

 Além de ser instrutor, árbitro e um artista marcial renomado internacionalmente, Grão-Mestre (GM) Benny Meng tem dedicado a sua vida para as artes marciais, desde os 10 anos de idade. GM Meng já foi destaque em jornais nacionais, em grandes publicações sobre artes marciais (sendo indicado a estar entre os melhores artistas marciais do mundo) e ele já lutou e venceu lutadores, oriundos tanto dos EUA como também do Oriente. GM Meng também já realizou inúmeras demonstrações internacionais de artes marciais, surpreendendo os espectadores com façanhas de concentração, velocidade e técnicas especiais

GM Meng estudou artes marciais em todo o Oriente e o seu treinamento nas artes marciais começou em sua terra natal (Hong Kong), com a prática de judô em 1970. GM Meng começou a ampliar as suas habilidades e os seus conhecimentos de lutas com a prática do Taekwondo em 1974 sob orientação do GM Y.C. Kim (9o Dan, WTF) nos Estados Unidos. GM Meng também teve treinamentos adicionais de Taekwondo com o GM K.J. Park, um antigo Juiz Titular da Kuk Ki Won, considerado o “Quartel-General” coreano do Taekwondo. GM Meng ainda teve o privilégio de praticar com vários Grão-Mestres famosos de Kung Fu de vários estilos. A partir de 1981, GM Meng embarcou em um extenso período de estudos com as artes marciais, que o levou para Hong Kong (para treinar Tai Chi, Louva-a-Deus e Ving Tsun, em 1981); para a China Continental (para treinar no Templo Shaolin e na Universidade Esportiva de Sichuan, em 1983); para a Coréia (para treinar Taekwondo com o Time Nacional Coreano, em 1985) e para Taiwan (para treinar Kung Fu Shaolin e Chi Kung, em 1985).

GM Benny Meng começou o seu treinamento de Wing Chun Kung Fu em Hong Kong, no ano de 1982, com a estrela de filmes chineses: Sifu Lee Hoi Sang – um estudante de Jiu Wan. Jiu Wan teve treinamento completo no sistema Wing Chun Kung Fu com Chan Yiu Min, na China, antes de começar o seu treinamento com Yip Man. Chan Yiu Min era o filho de Chan Wah Shun, que foi o primeiro Sifu de Yip Man. O treinamento de GM Meng com Lee Hoi Sang foi interrompido, após um ano e meio de intensa prática para que ele pudesse retornar aos Estados Unidos.

 

Grão-­Mestre Benny Meng, no ano de 1982, com o seu primeiro Sifu de Wing Chun, o Sr. Li Hoi San, em Hong Kong.

Grão-­Mestre Benny Meng em foto tradicional “Si­To” com o seu Sifu, o Grão­Mestre Moy Yat.

Grão-­Mestre Benny Meng (à direita), no ano de 2002, com o seu primeiro Sifu de Wing Chun, o Sr. Li Hoi San (à esquerda) e com o Grão­Mestre Ip Ching (no centro), filho do falecido Grande Mestre Ip Man, em Hong Kong.

Posteriormente, GM Meng voltou a treinar o Wing Chun Kung Fu, em tempo integral, com GM Moy Yat em Nova York, no ano de 1985. Em 1987, GM Meng começou oficialmente a lecionar o Wing Chun Kung Fu.

Em 1994, GM Meng iniciou uma outra viagem através do sistema Wing Chun Kung Fu com o GM Moy Yat, através de aulas particulares. Com a bênção de GM Moy Yat, GM Meng deu iniciou uma nova viagem através do sistema, em 1995, por meio de extensas aulas particulares com os seus Si-Baaks (Tios-Kung Fu) Yip Chun e Yip Ching (filhos do falecido GM Yip Man). O Ving Tsun Museum, a Ving Tsun Athletic Association, e a Moy Yat Ving Tsun Federation Internacional o certificaram como um instrutor sênior (com 7º grau).

Com o estabelecimento do projeto do Ving Tsun Museum (VTM) em 1993, a paixão de GM Meng em pesquisar o Wing Chun Kung Fu foi alimentada a uma velocidade, cada vez maior, devido à sua posição de curador do VTM. Para ampliar os seus conhecimentos a respeito da origem do seu Wing Chun Kung Fu, ele pesquisou ainda mais sobre informações de outros treinamentos de inúmeras linhagens diferentes do estilo Yip Man Wing Chun

Primeiro workshop oficial realizado no Ving Tsun Museum, em 1997, com a presença de representantes da família Moy Yat. Da esquerda para a direita, temos: Leo Immamura, Pete Pajil, William Moy, Nelson Chan, Sunny Tang (Dunn Wah), Ip Ching, Moy Yat, Geoffry Chan, Henry Mui, Mickey Chan, Miguel Hernandez e Benny Meng.

Oficialização do início das obras de construção do Ving Tsun Museum, em 1993, o qual representou a concretização de um sonho do Grande Mestre Ip Man: uma instituição que se dedicasse integralmente ao Wing Chun Kung Fu e que permitisse que todos os praticantes do mundo pudessem ter acesso à prática dessa arte marcial.

Visita de sete alunos diretos do falecido Grande Mestre Ip Man, na grandiosa cerimônia de abertura do Ving Tsun Museum, em 1998. Da esquerda para a direita, temos: Benny Meng, Tsui Shong Tin, Moy Yat, Mak Po, Moy Bing Wah, Hawkins Cheung, Ip Chun e Ip Ching.

A escola de GM Meng tem reconhecimento internacionalmente, sendo filiada à Moy Yat Ving Tsun Federation International (EUA), à Ving Tsun Athletic Association (Hong Kong), à Fatsaan Jing Mo (China), à Wushu and Kuoshu Kung Fu Federations (EUA) e à World Taekwondo Federation (USTU).

Grão-Mestre Benny Meng:

  • Principal fundador e curador do Ving Tsun Museum em Dayton, Ohio, EUA;
  • Instrutor Sênior (7o grau), pela Ving Tsun Athletic Association em Hong Kong;
  • Faixa preta de Kung Fu (7o grau), pela International Moy Yat Ving Tsun Kung Fu Federation;
  • Faixa preta de Taekwondo (5o grau), pela World Taekwondo Federation;
  • Instrutor de Chin-Na e Tai Chi Chuan;
  • Autor notável de livros, revistas e artigos sobre artes marciais;
  • Participação em campeonatos estaduais e nacionais de Kung Fu e Taekwondo;
  • Instrutor ilustre e premiado internacionalmente pelo “Hall of Fame Awards”;
  • Diretor nacional e árbitro em eventos de competição de Wing Chun Kung Fu;
  • Graduado (Associate Degree) em Acupuntura;
  • Instrutor-Mestre para os Centros de Cultura Chinesa em Dayton e Cincinnati, Ohio;

O sistema da Meng’s Martial Arts é diferente dos outros centros de artes marciais. Nessa instituição, segue-se o estabelecimento de escolas locais em Ohio, desde 1978. Após terminar o sistema Ving Tsun em Nova York, com Moy Yat, GM Meng voltou para Dayton-Ohio e abriu a sua primeira escola em 1987. E em 1994, a Meng’s Martial Arts foi escolhida para concorrer, com mais de 15.000 candidatos, pelo prestigiado prêmio das “200 Escolas-Tops da América do Norte”. Desde aquela época, a Meng’s tem desenvolvido uma rede integrada de filiais, incorporando um sistema completo utilizando a forma mais pura das autênticas artes marciais tradicionais e uma ciência de ensino e desenvolvimento.

Os resultados do sistema de ensino da Meng‘s falam por eles mesmos:

  • Campeões nacionais e estaduais todo ano, desde a sua inauguração em 1987;
  • Escola reconhecida, por publicações internacionais e por promotores de artes marciais, como uma das escolas mais bem-sucedidas da América do Norte (com 6 filiais nos EUA e mais de 50 filiais, ao redor do mundo)
  • Escola premiada, seis vezes, pela cidade de Huber Heights, pelas suas grandes realizações especiais, no que se refere ao desenvolvimento dos jovens locais;
  • Escola premiada pelo Senado de Ohio e pela Câmara dos Deputados de Ohio;
  • Co-patrocinador da “Batalha Anual de Dayton”;

GM Meng, pessoalmente, empenha-se pela qualidade, não pela quantidade em seu ensino. Ele tem como um grande objetivo, desenvolver a “elite da elite”. Cada aluno é incentivado a se esforçar para desenvolver, alcançar o nível de “Mestre” e atingir o mais alto patamar de artes marciais através da dedicação pessoal, conhecimento e paciência. Portanto, treinar com o Grão-Mestre Benny Meng é uma verdadeira experiência de aprendizagem, tanto para crianças como para idosos